Especial 20 anos | Tomb Raider Underworld


O ano de 2008 teve como lançamento o Tomb Raider Underworld. O oitavo game da franquia principal de Tomb Raider seria lançado em novembro daquele ano encerrando a trilogia iniciada com o reboot em Tomb Raider Legend. Lara Croft estaria enfim, encontrando o real paradeiro de sua mãe, Amélia Croft.

Tomb Raider Underworld trouxe inúmeras novidades para a franquia, entre elas a captura de movimentos usada pela primeira vez em um jogo de Lara Croft. Lara estava mais real do que nunca, contando com um modelo da personagem com mais de 32.000 polígonos. Vários movimentos novos e uma adição de pequenos detalhes fizeram desse, sem dúvida um dos jogos mais lindos. Na história, Lara descobre que sua mãe foi parar em Avalon e ela fará de tudo para chegar até lá e ter esse encontro.

Investindo pesado no marketing de Underworld, o trailer de divulgação foi sem dúvida o mais enigmático e um dos mais lindos já criados até hoje em toda a franquia. Com a versão da clássica Lacrymosa cantada por Evanescence, Underworld surpreendeu demais antes de seu lançamento com tudo o que era  mostrado na mídia gamer.




Com uma campanha que levava em média de 10 a 12 horas para zerar o jogo, Tomb Raider Underworld deixou um gosto amargo para quem o zerou. Isso porque com o fim que teve, ninguém esperava que para ver a real conclusão da história, seria necessário jogar as DLCs exclusivas lançadas para o Xbox 360.

Tomb Raider Underworld teve uma média de 8 nas reviews mundiais e vendeu cerca de 4 milhões de cópias em todo o mundo.

Compartilhe no Google Plus

Sobre Audrey Santos

0 comentários:

Postar um comentário