Especial 20 anos por 20 fãs | Entrevista - #20 Miguel Marques


Após mais de 8 meses desde o seu início, o projeto ''20 anos por 20 fãs'' chega ao fim hoje, junto com o ano de 2016. Foram exatas 20 entrevistas com fãs brasileiros e portugueses que nos mostraram que apenas o que nos separam é a distância. O amor pela franquia e pela personagem é exatamente o mesmo e foi por isso que criamos esse projeto. Tornar público, o que todos já sabiam, Brasil e Portugal é apenas um.

Começamos com um fã brasileiro e nada mais justo, terminarmos com um fã português. O jovem é o açoriano Miguel Marques de 18 anos. Com um jeito muito direto e próprio, ele nos contou como é ter o maior fansite oficial português no mundo.
Confira a entrevista:

Universo Croft  - ''Quando foi que você conheceu a série?''

A série é que me conheceu porque a minha família já jogava Tomb Raider mesmo antes de eu nascer então eu posso dizer que conheço a Lara desde que nasci - e até mesmo desde quando eu estava no útero e a minha mãe via a minha tia jogar (risos) – Cresci a ver a nossa ‘Larinha’ em ação. 

UC - ''Você é #TeamCore ou #TeamCrystal?''

Eu sou #TeamCroft o que significa que eu amo todos os jogos sem exceção. Os clássicos têm elementos únicos, mas os novos jogos também. Espero que num futuro não muito distante juntem os melhores elementos das duas produtoras e façam o melhor Tomb Raider de sempre. Aí serei #TeamCrystal ou o que for. 

UC - ''Entre os jogos clássicos, qual é o seu preferido? E entre os atuais?'' 

Entre os clássicos eu AMO o Tomb Raider II e o Angel of Darkness. Atuais conta com o Legend? Se sim, LEGEND! 

UC - ''O que você acha que a franquia trouxe para a indústria dos jogos?'' 

Trouxe sem dúvida muitas protagonistas femininas fortes e independentes. Todos sabem que o primeiro jogo foi uma revolução na tecnologia da época. Acredito que tenha inspirado vários outros jogos 3D e histórias de aventuras. E claro, a franquia trouxe um dos maiores ícones da indústria dos jogos (e não só). 20 anos depois a Lara Croft ainda está por aí. E com o mesmo sucesso com que começou. 

UC - ''Acredita que Lara Croft possa durar ainda por muito tempo?'' 

Pode durar o quanto eles quiserem. É o tipo de história que não precisa de ter um fim. Mas claro, têm de se reinventar muito pelo caminho, porque ninguém se vai interessar por mais 20 anos de jogos no estilo do Reboot / Rise sem nenhuma mudança. Além disso a Lara Croft é uma jovem adulta agora. Ainda há espaço para muuitas aventuras na vida dela antes do próximo reboot! 

UC - ''O que você acredita que tenha te atraído na franquia?'' 

Sem dúvida foi a Lara Croft. Eu tinha literalmente medo dela e isso era o que mais me fascinava. Parece que ela era uma anti-heroína, não é? Então... Eu sempre amei os grandes vilões dos filmes. Apesar de, em criança, nunca conseguir passar dos primeiros 
níveis (fases), eu desligava a Playstation 1 e corria para um bloco de desenho para desenhar (jura?) a Lara, os morcegos, os ursos, etc, e criava a minha própria história. 

UC - ''Como você vê o suporte das empresas Crystal Dynamics/Square Enix para os fãs?'' 

Para os mortais não sei, mas para os membros do Programa de Fansites Oficiais eu acho excelente. Acredito que se um fã aleatório mandar um email para a Crystal eles vão responder, seja que fã for. E acho isso bem mais difícil noutras empresas. Então o suporte é razoável. Quanto aos membros de sites, claro, temos uns privilégios extra que, apesar de querermos sempre melhor (obviamente), temos de admitir que somos muito sortudos. 

UC - ''Sendo dono do Lara Croft PT, um dos maiores e melhores fansites portugueses, como foi para você deixar de ser apenas um fã para um representando oficial?''

Primeiramente obrigado pela parte do ‘um dos maiores e melhores’. Segundamente, eu continuo a ser apenas um fã SÓ QUE eu represento oficialmente as marcas Lara Croft e Tomb Raider em Portugal, o que é incrível. Sinceramente tornar-me dono de um fansite oficial foi a melhor coisa que fiz nestes meus 18 anos de fanatismo. Não porque recebo presentes (claro, isso também é muito bom), mas porque isso abriu-me portas para tantas coisas que se eu contasse para o Miguel de há 4 anos ele ia rir da minha cara. Por exemplo, conversar com várias Laras, vários atores, produtores, ser convidado para a E3 (mesmo não conseguindo ir), etc, isso é tudo insano! 

UC - ''Quer deixar algum recado?''

Não. (Aquelas) Mentira, quero agradecer pelo convite, Audrey, e pelo apoio em tooodos os projetos do lcpt! E gente, quem não conhece o site que vá visita-lo! É isso. 

Muito obrigado a todos por mais esse projeto finalizado com sucesso esse ano e fiquem no aguardo para 2017, quando o Universo Croft irá trazer surpresas durante todos os meses.
Compartilhe no Google Plus

Sobre Audrey Santos

0 comentários:

Postar um comentário